Processos

Fale sobre mim

24 de abril de 2020 Processos

O espetáculo Fale sobre mim nasceu do encontro entre seis adolescentes e sua professora de teatro, que aqui escreve. O grupo começou a se reunir em caráter extracurricular em agosto de 2018, numa escola municipal localizada no Conjunto Urucânia, periferia da Zona Oeste do Rio. Dos primeiros encontros, compusemos uma cena de 15 minutos – criada, a princípio, para ser apresentada no Festival de Teatro de Alunos da Rede, o FESTA 2018, promovido pela Secretaria Municipal de Educação. Naquele ano, a comunidade passava por um período violento, e, de certa forma, saber da existência do festival ativou em nós um senso de coletividade e um foco energético frente às situações-limite que compartilhávamos.

Percursos-experiência:

16 de abril de 2020 Processos

Neste texto comento o projeto performativo Três percursos e um desvio para um mesmo fim, que realizei em 2019 no âmbito do Mestrado em Arte e Design para o Espaço Público da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, como parte da investigação “Dramaturgias do Quotidiano. Especulações sobre a dimensão ficcional do real”[1]. O projeto desenvolvido na cidade do Porto é composto por quatro percursos-experiência, propostas de percursos performativos, que funcionam com instruções para serem vivenciados por um grupo de participantes. Este trabalho partiu do meu interesse em pensar a dimensão da ficção no quotidiano e em ambiente urbano.

Entre a sala e o céu

11 de julho de 2018 Processos , e
Foto: Luis Gustavo Meneguetti.
Foto: Luis Gustavo Meneguetti.

No verão de 2017 (inverno europeu), o coletivo brasiliense Aisthesis[i] viajou para Lisboa na expectativa de encontrar o mundo. Pegou casacos emprestados e desafiou os próprios limites (geográficos, a princípio) se lançando na aventura essencial e milenar da viagem, tão primitiva quanto o próprio movimento de migração e povoamento dos continentes. Reservou hospedagem numa casa portuguesa e enfrentou uma madrugada inteira de horas-voo e fila de imigração para se encontrar com a coreógrafa Vera Mantero, durante seis horas por dia ao longo de um mês, em seu estúdio no Espaço da Penha, no velho continente.

Aprendendo a agir quase como um médico legista

11 de julho de 2018 Processos

 

 

Workshop com Krystian Lupa. Foto: Guto Muniz.
Workshop com Krystian Lupa. Foto: Guto Muniz.

Escrevo esse texto para contar um pouco da minha experiência no workshop proposto pela MITsp 2018 e coordenado pelo diretor polonês Krystian Lupa. Minha intenção aqui é tentar expor brevemente o que eu vivi em companhia de mais 19 outros artistas (10 diretores e 10 atores) e também de dividir as questões que foram levantadas dentro desse mesmo contexto.

Um balé como um levante da ralé

22 de junho de 2018 Processos
Foto: Caíque Cunha.
Foto: Caíque Cunha.

Preciso escrever sobre o Balé Ralé. E, de imediato, um desafio: olhar pra trás, mesmo que nem seja pra tão longe assim, para tentar reaver um processo que suscitou em nós alguns níveis de exposição e, diria mais, de posicionamento e comprometimento, diante da crise a que todos, enquanto sociedade, sempre nos vemos expostos, mas ainda mais no tempo presente, esse tão essencial ao teatro e ao teatro contemporâneo, esse grande enigma pro qual se flecham clichês e alguns preconceitos, mas que em suma é isso, uma visão do mundo a partir do presente. Não tenho como me separar de mim enquanto realizador pra olhar pro processo do Balé Ralé tentando suscitar quem eu era lá, por isso penso aquele processo a partir de hoje.

Newsletter

Edições Anteriores

Questão de Crítica

A Questão de Crítica – Revista eletrônica de críticas e estudos teatrais – foi lançada no Rio de Janeiro em março de 2008 como um espaço de reflexão sobre as artes cênicas que tem por objetivo colocar em prática o exercício da crítica. Atualmente com quatro edições por ano, a Questão de Crítica se apresenta como um mecanismo de fomento à discussão teórica sobre teatro e como um lugar de intercâmbio entre artistas e espectadores, proporcionando uma convivência de ideias num espaço de livre acesso.

Edições Anteriores