Verusya, agradeço pela entrevista, e também pelo trabalho que você tem feito em Itacaré, Bahia. Você criou uma proximidade com a cidade, não só pela maneira como estuda sobre ela, mas também pela sua atuação como curadora de um festival. A curadoria, para ganhar consistência, não pode perder de vista esta relação entre as pessoas e o lugar?

Eu agradeço imensamente este convite, Ivana!! Você pode observar que no Brasil tais questões aparentam estar resolvidas, mas a enorme diferença econômica entre as diferentes camadas sociais são bases para ações nas quais o poder do capital impera, impõe regras segregatórias, orientações de convívio  etc. Num plano mais geral, o modelo hegemônico da dança contemporânea e seus acessos também colaboram para este sistema, tornando mais que pertinente este estudo na atualidade. Vejo uma construção com bases sólidas, onde pouco se questionou suas ações e ramificações. Os modos operantes do pensamento tradicional europeu sobre dança criaram réplicas, estruturas disciplinares com definições pedagógicas, éticas e estéticas.