O mais recente número da Questão de Crítica é uma edição de transição. Depois de alguns anos publicando edições fechadas, pensamos que é hora de dinamizar os trabalhos e voltar a publicar textos críticos com mais agilidade. Assim, os textos vão sendo publicados enquanto as peças ainda estão em cartaz. Com a retomada dessa dinâmica, que era praticada nos nossos primeiros anos de atividades, a seção de críticas volta a ser uma prioridade.

Sinalizando o nosso desejo de aproximação com a dança, publicamos um texto de Ivana Menna Barreto sobre dois espetáculos que estiveram na 25ª edição do Festival Panorama, Batucada de Marcelo Evelin e Looping Bahia Overdub de Felipe Assis, Rita Aquino e Leonardo França.

Patrick Pessoa escreve sobre Vaga carne de Grace Passô, numa crítica em formato de carta endereçada à artista. No Rio de Janeiro, a peça ficou em cartaz no Sesc Copacabana e no Teatro Gláucio Gil e atualmente circula por festivais e faz temporadas em outras cidades.

Da cena carioca, João Cícero escreve sobre Cabeça – um documentário cênico, do coletivo Complexo Duplo, que estreou no Sesc Ginástico, fez temporada no Teatro do SESI, no Teatro Ipanema e tem participado de diversos festivais. Daniele Avila Small escreve sobre FOME – O musical, trabalho de Paulo Tiefenthaler que estreou no Espaço Cultural Sergio Porto e fez temporada no Teatro Poeira.

Dois textos contemplam recortes da programação do Festival de Teatro de Curitiba, do qual a Questão de Crítica participou com a ação Encontros de Crítica. Mariana Barcelos e Daniele Avila Small escrevem sob diferentes perspectivas em Identidade, tradição e o agora – crítica do 25º Festival de Curitiba e O Festival de Curitiba e o teatro da cidade.

Publicamos ainda dois textos produzidos no contexto da participação de membros da seção brasileira da Associação Internacional de Críticos de Teatro (AICT-IATC ) em eventos organizados por esta instituição. Renan Ji, que participou do Young Critics Seminar, realizado em Wroclaw, na Polônia, escreve sobre Vangelo de Pippo Del Bono, assistido nas Olimpíadas de Teatro, realizadas na mesma cidade em outubro e novembro de 2016.

Daniele Avila Small e Patrick Pessoa participaram do Congresso Internacional de Críticos de Teatro da AICT-IATC na Sérvia, em outubro de 2016, por ocasião do BITEF – Festival Internacional de Teatro de Belgrado. O diálogo aqui publicado é o registro da apresentação feita em inglês no Congresso, sobre o tema Newness in Global Theatre (Novidade no Teatro Global).

Clarisse Zarvos apresenta algumas impressões sobre sua estadia em Atenas, na Grécia, onde foi apresentar a performance Dramaturgias da peste, realizada na sede do grupo Kinitiras, e teve oportunidade de acompanhar o Festival de Atenas e Epidauro. Ainda sobre festivais, Daniele Avila Small escreve sobre duas peças apresentadas na Aldeia Jiquitaia do Sesc Tocantins, em julho de 2017: Ledores do breu da Cia do Tijolo de SP e Tempo de brincar, espetáculo de circo para crianças da Trupe Açu, de Taquaruçu, distrito da região serrana de Palmas.

Na seção de estudos, Francisco Mallmann escreve sobre a situação da crítica de teatro em Curitiba, no artigo intitulado A cidade sem crítica, que foi apresentado  em Lisboa, em junho de 2016, no Colóquio Internacional Lançar Diálogos: Crítica de Artes do Espectáculo e Esfera Pública.

A seção de processos traz dois textos, de criadores do Rio de Janeiro e de São Paulo. O artigo de Leandro Romano descreve o processo de criação do espetáculo O Figurante, da companhia Teatro Voador Não Identificado, que estreou no Sesc Copacabana em junho de 2016. Já Antonio Duran aborda a perspectiva da crítica interna na criação de Estudo sobre o masculino: primeiro movimento, resultado do projeto de Residências Artísticas do Teatro da Vertigem, em que atuou como diretor e dramaturgo.

*

Os textos que os colaboradores da Questão de Crítica têm escrito durante as coberturas de festivais estão publicados no site da DocumentaCena – Plataforma de Crítica, projeto do qual fazemos parte com as nossas parceiras do Horizonte da Cena e do Satisfeita, Yolanda? :: http://documentacena.com.br/

**

O período que compreende esta edição foi marcado pela realização de dois projetos importantes. O IDIOMAS – Fórum Ibero-Americano de Crítica de Teatro, que aconteceu na Caixa Cultural Curitiba em novembro de 2016, e o 5º Prêmio Questão de Crítica, que se deu no Sesc Copacabana em junho de 2016.

Todas as palestras e mesas-redondas do IDIOMAS estão disponíveis online no canal da DocumentaCena no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=VG7lg2KHZxU&list=PLp7dGSJIRRn6EDcPTly7oyhg138Pizfpn

Os registros em vídeo da entrega de todos os prêmios estão no Vimeo: https://vimeo.com/album/4672068