• Questão de Crítica – Revista eletrônica de críticas e estudos teatrais
  • Questão de Crítica – Revista eletrônica de críticas e estudos teatrais
  • Questão de Crítica – Revista eletrônica de críticas e estudos teatrais
  • Questão de Crítica – Revista eletrônica de críticas e estudos teatrais
  • Questão de Crítica – Revista eletrônica de críticas e estudos teatrais
http://www.questaodecritica.com.br/blog/wp-content/uploads/titulo_colunas1.png
Vol. VII, nº 63, dezembro de 2014

A edição de dezembro de 2014 da Questão de Crítica tem como proposta de recorte as questões de

+
http://www.questaodecritica.com.br/blog/wp-content/uploads/titulo_colunas2.png
Sobre a curadoria: pistas e pedágios

Artigo sobre gestão, programação e curadoria nos mundos da arte e da cultura

+ Estudos
http://www.questaodecritica.com.br/blog/wp-content/uploads/titulo_colunas3.png
Luciano Alabarse, nos bastidores da criação

Conversa com Luciano Alabarse, coordenador e curador do festival Porto Alegre Em Cena

+ Conversas
http://www.questaodecritica.com.br/blog/wp-content/uploads/titulo_colunas4.png
Para além do caranguejo

Artigo sobre o processo de criação Caranguejo Overdrive, da Aquela Companhia

+ Processos
http://www.questaodecritica.com.br/blog/wp-content/uploads/titulo_colunas5.png
Vol. VII, nº 63, dezembro de 2014

A edição de dezembro de 2014 da Questão de Crítica tem como proposta de recorte as questões de

+

Vol. VII, nº 63, dezembro de 2014

A edição de dezembro de 2014 da Questão de Crítica tem como proposta de recorte as questões de curadoria e programação de teatro.

Para este recorte, publicamos alguns textos na seção de estudos e uma conversa. Sidnei Cruz escreve sobre diferenças e aproximações entre programação, gestão e curadoria. Dinah Cesare reflete sobre questões de curadoria nas artes visuais e no teatro, trazendo apontamentos de Valmir Santos a partir da sua experiência como crítico e curador, e de Manoel Friques a partir de seu trabalho no Tempo Festival. Natalia Nolli Sasso escreve sobre a experiência de curadoria do projeto performáticos_inquietos_radicais no Sesc Belenzinho, em São Paulo. Joelson Gusson escreve sobre os Festivais de Edimburgo a partir da sua experiência como curador. Michele Rolim conversa com Luciano Alabarse sobre o festival Porto Alegre em Cena.

Na seção de conversas, temos ainda uma entrevista realizada por Juliana Pamplona com o dramaturgo José Sanchis Sinisterra em 2008, quando ele estava no Rio de Janeiro para ministrar uma oficina de dramaturgias da fragmentação no Projeto Puente do Teatro Poeira.

A seção de estudos também conta um artigo de Alessandra Vanucci sobre o ofício da direção teatral.

Na seção de processos publicamos um texto de Renan Ji sobre a apresentação do processo de criação do próximo trabalho da Aquela Companhia, Caranguejo Overdrive, que aconteceu na Ocupação Dulcinavista, no Teatro Dulcina. Além disso, publicamos um texto da atriz Nicole Cordery sobre o processo de criação do espetáculo Dissecar uma nevasca, de Sara Stridsberg, uma co-produção Brasil e Suécia, com direção de Bim de Verdier, que estreia no Sesc Belenzinho em abril de 2015.

Esta edição também lança um olhar para Florianópolis. Sobre a cena teatral da cidade, publicamos dois textos. A diretora Barbara Biscaro escreve sobre o processo de criação da peça mais recente da longeva companhia O Dromedário Loquaz: Rádio Loquaz ZYK 693 – Pausas de se ouvir, que estreou no segundo semestre de 2014. Edelcio Mostaço escreve sobre Odiseo.com, texto de Marco Antonio de La Parra dirigido por André Carreira, espetáculo realizado em três espaços simultâneos, em três cidades: Buenos Aires, Florianópolis e Santiago do Chile. O projeto é uma coprodução entre o grupo brasileiro (E)xperiência Subterrânea e o CELCIT (Centro Latinoamericano de Creación e Investigación Teatral), da Argentina, com o apoio do IBERESCENA (Fondo de Ayudas para las Artes Escénicas Iberoamericanas).

A publicação da crítica de Odiseo.com também se conecta com nosso projeto de estabelecer um diálogo com o teatro feito na América Latina, que nesta edição ganha alguns contornos. Ainda na seção de críticas, Daniele Avila Small escreve sobre dois espetáculos da IX Mostra Latino-Americana de Teatro de Grupo da Cooperativa Paulista de Teatro, em que participou como crítica da plataforma DocumentaCena. São elas Galvarino do Teatro Kimen do Chile e Derretiré con un cerillo la nieve de un volcán do grupo mexicano Lagartijas Tiradas al Sol. João Cícero escreve sobre uma montagem carioca de um texto do dramaturgo venezuelano Gustavo Ott, Dois amores e um bicho, com tradução de Marialda Gonçalves Pereira e direção de Guilherme Delgado. Na seção de traduções publicamos dois monólogos inéditos do dramaturgo argentino Mauricio Kartum, ambas traduzidas por Diego de Angeli: Como um punhal nas carnes e A sorte da feia. E com isso materializamos esse desejo de olhar para o sul do nosso continente.

A seção de críticas conta ainda com um texto de Dinah Cesare sobre a montagem da peça Nossa cidade, de Thornton Wilder, dirigida por Antunes Filho. A peça estreou em São Paulo e fez breve temporada no Rio no Teatro Sesc Ginástico. Mariana Barcelos escreve sobre Contrações, montagem do Grupo 3 de Teatro, de Belo Horizonte, para o texto de Mike Bartlett, com direção de Grace Passô, que esteve em cartaz no CCBB-RJ no início do ano. Daniele Avila Small escreve sobre duas palestras-intervenções do festival de performance Atos de Fala: Os Serrenhos do Caldeirão: exercícios em antropologia ficcional da coreógrafa portuguesa Vera Mantero, no Espaço Sesc, e Melodrama, da performer e coreógrafa húngara Eszter Salamon, no Oi Futuro Flamengo.

Em 2015, contaremos com um suporte financeiro do edital de Fomento da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro para a manutenção da revista. Assim, publicaremos quatro edições no próximo ano: em março, junho, setembro e novembro.

Com patrocínio do Rumos Itaú Cultural, realizaremos o 3º Encontro Questão de Crítica a partir de abril de 2015 no Espaço Sesc, em Copacabana.

Os indicados do 2º semestre de 2014 ao 4º Prêmio Questão de Crítica e os indicados do ano ao 2º Prêmio Yan Michalski para o Teatro em Formação serão divulgados em janeiro no blog do Prêmio.

Colaboraram nesta edição:
Alessandra Vanucci, Barbara Biscaro, Betch Cleinman, Daniele Avila Small, Diego de Angeli, Dinah Cesare, Edelcio Mostaço, João Cícero Bezerra, Joelson Gusson, Juliana Pamplona, Mariana Barcelos, Mauricio Kartum, Michele Rolim, Natalia Nolli Sasso, Nicole Cordery, Renan Ji e Sidnei Cruz.

Conselho Editorial:
Dinah Cesare, Henrique Gusmão, Gabriela Lírio, Michelle Nicié, Patrick Pessoa e Viviane da Soledade.

Coordenação geral:
Daniele Avila Small.